UTE

Unidades de Tratamento de Esgotos

Antes da implantação do Simulador de Águas Urbanas, o CESA/UFRJ somente contava com as Unidades de Tratamento de Esgotos (UTEs), e que concediam ao laboratório a antiga denominação de Centro Experimental de Tratamento de Esgotos (CETE/UFRJ).

Em escala real, as UTEs do CESA/UFRJ contemplam diferentes tipos de operações e processos de tecnologia de tratamento de esgotos, em sua maioria, dimensionadas para capacidades de tratamento equivalentes a 500 habitantes.

Todos os esgotos sanitários da Cidade Universitária da UFRJ convergem para a Estação Elevatória do Fundão – operada pela Cia. Estadual de Águas e Esgotos – CEDAE, e desta são recalcados para a ETE Penha. No canal de grades, a montante desta elevatória é que ocorre a derivação e a transferência de aproximadamente 10 L/s de esgotos para a unidade de tratamento preliminar do CESA/UFRJ.

As UTEs contam com operações de tratamento físico-químico e processos de tratamento biológico de esgotos, contemplando os graus de tratamento preliminar, primário avançado, secundário e terciário/avançado. As interligações existentes entre as UTEs permitem a operação em série e em paralelo das diferentes operações e processos.

Operação
Processo
Grau de Tratamento
Preliminar Primário Avançado Secundário Terciário
Aderida Suspensão Híbrido
Físico-Químico Grade de Barras CEPT - - - Filtro Areia
Desarenador Membrana de Ultra
Biológico - Reator UASB Filtro Biológico Percolador Lodos Ativados MBBR Lagoa de Maturação
Lagoa Aerada
Lagoa Facultativa
MBR

TRATAMENTO PRELIMINAR

Grade de Barras

Sólidos grosseiros apresentam características similares ao lixo urbano e podem ocasionar problemas nos dispositivos de recalque e transporte dos esgotos e nas unidades de tratamento subseqüentes. A remoção dos sólidos grosseiros é efetuada através de Grade de Barras, podendo-se também utilizar Peneiras dos tipos estática ou rotativas. O material grosseiro de dimensões maiores do que o espaçamento livre entre as barras é retido nas grades, sendo sua remoção efetuada manualmente ou de forma mecanizada. As Grades de Barras podem ser classificadas, dependendo do espaço livre, como grades grossas, médias e finas.

A grade de barras do CESA/UFRJ é do tipo fina e de limpeza manual; as barras em fibra de vidro, apresentam espessura de 1/4", largura de 2", e espaçamento de 1". A grade encontra-se instalada em canal de 0,40 m de largura, localizado a jusante da elevatória de esgoto bruto (junto à CEDAE) e a montante da caixa de carga piezométrica.

Desarenador

A ação abrasiva da areia pode comprometer os diversos dispositivos de uma estação de tratamento de esgotos. Acúmulo de material mineral nas unidades da fase sólida do tratamento deve também ser evitado. O material mineral contido nos esgotos, de maior densidade que a água, sedimenta-se em unidades denominadas Desarenadores. O material retido é removido manualmente ou mecanicamente.

O desarenador do CESA/UFRJ com extensão de 2,5 m, e de limpeza também manual, encontra-se instalado no mesmo canal, a jusante da grade de barras.